Personagens

Percy está confuso.

Ao acordar de um longo sono, não sabe muito mais que o próprio nome. Mesmo quando a loba Lupa lhe conta que ele é um semideus e o treina para lutar usando a caneta/espada que carrega no bolso, sua mente continua nebulosa. De alguma forma, Percy consegue chegar a um acampamento de meios-sangues, ainda que tenha que matar alguns monstros pelo caminho. Mas o lugar surpreendentemente não o ajuda a recobrar qualquer lembrança. A única coisa que consegue recordar é outro nome: Annabeth.

Hazel deveria estar morta.

Ela não se saiu muito bem em sua vida passada. Sim, era uma filha obediente, mesmo quando a mãe estava dominada pela ambição. E este foi o problema: quando a Voz tomou conta do corpo de sua mãe e ordenou a Hazel que usasse seu “talento” para o mal, ela não conseguiu dizer “não”. Agora, por causa desse erro, o futuro do mundo está em risco. Hazel gostaria de poder montar no cavalo que aparece em seus sonhos e simplesmente fugir de tudo isso.

Frank é um desastrado.

A avó diz que ele descende de heróis, e por isso pode ser o que bem entender, mas o garoto desconfia. Nem ao menos sabe quem é o próprio pai. Fica torcendo para que seja Apolo, já que a única coisa em que é realmente bom é o manejo de arco e flecha — embora nunca tenha vencido os jogos de guerra. O físico parrudo faz com que se sinta um grande bobalhão, em especial na frente de Hazel, sua melhor amiga no acampamento. Frank confia nela cegamente — o bastante para compartilhar o grande segredo que carrega no peito.

Annabeth está apavorada.

Justo quando está prestes a reencontrar Percy — após seis meses afastados por culpa de Hera —, o Acampamento Júpiter parece estar se preparando para o combate. Seus problemas não param por aí — ela carrega no bolso um presente da mãe, que veio acompanhado de uma ordem intimidadora: Siga a Marca de Atena. Vingue-me. A guerreira já carrega nas costas o peso da profecia que mandará sete semideuses em busca das Portas da Morte. O que mais Atena poderia querer dela? O maior medo de Annabeth, no entanto, é que Percy tenha mudado. E se ele já estiver habituado demais aos costumes romanos? Será que ainda precisará dos velhos amigos? Como filha da deusa da guerra e da sabedoria, Annabeth sabe que nasceu para liderar — no entanto, também sabe que nunca mais vai querer viver sem o Cabeça de Alga.

Jason tem um problema.

Um belo dia, ele acordou sentado num ônibus lotado de jovens e todo o seu passado estava apagado da memória. Ao que parece, ele tem uma namorada chamada Piper e um melhor amigo, chamado Leo. Os três estudam na Escola da Vida Selvagem, um internato para “crianças difíceis”, como Leo diz. O que Jason fez para acabar ali e que lugar é aquele? Bem… disso ele não tem a mínima ideia. Uma coisa, porém, é certa: tudo parece completamente sem sentido.

Piper tem um segredo.

Seu pai, um ator famoso, está desaparecido há três dias, quando, num pesadelo, ela o viu em perigo. Piper não sabe o que o sonho quer dizer, nem por que seu namorado, de repente, não a reconhece mais. No entanto, quando uma estranha tempestade desaba durante uma excursão da escola, revelando criaturas medonhas e carregando Jason, Leo e ela até um lugar chamado Acampamento Meio-Sangue, Piper começa a achar que, querendo ou não, vai descobrir as respostas.

Leo leva jeito com ferramentas.

Ao chegar ao Acampamento e encontrar um chalé repleto de peças e engrenagens, ele se sentiu em casa, apesar de algumas coisas ali parecerem um tanto esquisitas — como a maldição sobre a qual todos comentam e o tal campista que estaria desaparecido. Mais estranho ainda é que os campistas insistem em dizer que todos eles são filhos de deuses. Será que isso teria algo a ver com a amnésia de Jason ou com o fato de que Leo, às vezes, vê… fantasmas?

Os comentários estão fechados.